• Dia 1 de Outubro - Aconselhamento personalizado por conselheira especializada, para a sua pele e cabelos. 
    Inscreva-se já....
     
  • Dia 15 de Abril - Dia de animação CAUDALIE, onde as utentes puderam  beneficiar de diagnóstico personalizado,  de um cuidado criado no SPA CAUDALIE e de brindes CAUDALIE. Inscreva-se na próxima animação para puder usufruir de tudo isto e muito mais...
  • Nos dias 17,18 e 19 de Maio decorreu na farmácia um rastreio de Densitometria Óssea totalmente gratuito. Foi um sucesso. Mais de duas centenas de pessoas sujeitaram-se ao exame que tem como objectivo avaliar a densidade mineral do osso através de radiações baixas emitidas pelo aparelho. Como os resultados são rápidos e precisos, ficaram a saber qual a quantidade de perda da sua massa óssea, o risco de fractura dos seus ossos e o grau de osteoporose que apresentavam.
  • Dia 25 de Maio, quarta-feira, realizou-se um  Evento LIERAC na farmácia: Aconselhamento e demonstração por Conselheira especializada de produtos para a pele e cabelo. Esteja atento à próxima edição.
  • Rastreio de Podologia. Realizou-se no dia 25 de Outubro, das 9.00 às 18.00. Os utentes que se Inscreveram tiveram a oportunidade de saber em que estado estavam os seus pés. Este acontecimento teve um enorme sucesso, de tal modo que se está a equacionar disponibilizar mensalmente a consulta de podologia na farmácia. 

 

Medicamento pode ajudar a manter peso após o emagrecimento

27/07/2012 - 08:55


Um novo fármaco, ainda em fase de testes em ratos, desenvolvido nos EUA, deve ajudar o doente não só a perder peso, mas a manter a forma por um longo período de tempo – um dos grandes desafios enfrentados por quem luta contra a balança. O medicamento, apresentado na revista Cell Metabolism, aumenta a sensibilidade do paciente à hormona leptina, um supressor do apetite encontrado naturalmente no nosso corpo, avança a revista VEJA.


“Ao sensibilizar o corpo à leptina, o novo fármaco não só promove a perda de peso, mas também ajuda a manter o peso após a perda”, diz George Kunos, investigador do Instituto Nacional de Abuso de Álcool e Alcoolismo dos EUA e coordenador do estudo. “Estas descobertas podem ajudar no desenvolvimento de uma nova classe de compostos para o tratamento da obesidade e das suas consequências metabólicas”.


Embora a leptina aja como um supressor do apetite, suplementos que continham a hormona não foram efectivos a reduzir o peso em humanos. Segundo os cientistas, isso acontecia porque, com o passar do tempo, os doentes perdiam a sensibilidade à hormona, e a vontade de comer retornava. A leptina ainda estava lá, em grandes quantidades, mas o corpo parava de responder à substância.

 

Embora os investigadores não saibam o processo exacto pelo qual isso ocorre, eles sabem que os receptores de canabinóides do nosso corpo estão envolvidos no processo (os canabinóides são as estruturas responsáveis pelos efeitos – e pela fome – que os consumidores de cannabis sentem depois de usar a droga).


Em 2006, um grupo de investigadores pensou que bloquear esses receptores, e não aumentar a quantidade de leptina, pudesse ser um modo mais efectivo de perder peso a longo prazo. Eles desenvolveram uma nova droga contra a obesidade chamada Rimonabant. O medicamento foi comercializado na Europa durante alguns anos, mas foi retirado do mercado por causa de sérios efeitos secundários psiquiátricos, como ansiedade e depressão.

 

Pensando em diminuir esses efeitos secundários, os investigadores do Instituto Nacional de Abuso de Álcool e Alcoolismo desenvolveram um novo fármaco que atinge os receptores de canabinóides, mas que não consegue entrar no cérebro com a mesma facilidade que o Rimonabant. Eles testaram o composto, conhecido como JD5037 em ratos obesos. A substância suprimiu o apetite dos animais, causando a perda de peso, e melhorou a sua saúde metabólica, deixando os animais mais sensíveis à hormona leptina. Os ratos não apresentaram sinais de ansiedade ou outros efeitos comportamentais. 

 


 

 

Uma hora diária de actividade física é suficiente para ter efeitos na saúde

 


Uma hora diária de actividade física, como uma caminhada em passo rápido, é o 

 

Uma hora diária de actividade física, como uma

caminhada em passo rápido, é o suficiente para

produzir efeitos benéficos na saúde, defendeu na

terça-feira um especialista, alertando para a

necessidade de os treinos de maior intensidade

serem vigiados, avança a agência Lusa.

Segundo disse à Lusa Paulo Colaço, o erro que as

pessoas normalmente cometem é o de começarem a

fazer desporto pouco tempo antes da chegada do

verão e poucos dias por semana, o que tem efeitos

benéficos para a saúde, mas não visíveis no que

respeita à diminuição do peso corporal.

"As pessoas não podem esperar milagres em dois meses, devem tentar durante todo o ano fazer desporto

diariamente, nem que seja uma marcha durante 45 minutos", defendeu o docente universitário na área da

Medicina do Desporto.

O especialista falava à Lusa, à margem do 34.º Congresso nacional de Cardiologia, que terminou na terça-feira

num hotel em Vilamoura, no qual apresentou uma comunicação sob o tema "Exercício e coração: pode o que é

bom ser demais?".

O especialista aconselhou ainda a que as pessoas que pratiquem uma actividade intensa, que ultrapasse uma

hora diária, durante cinco vezes por semana, devem ser vigiadas por um técnico, para que não entrem em

situação de sobrecarga.

"A prática excessiva de desporto não abrange o todo da população, mais os atletas de competição, que devem

sempre procurar ajuda técnica qualificada", defendeu, desaconselhando as pessoas a copiarem modelos de

treino disponíveis, por exemplo, na Internet, pois podem não ser adequados.

Segundo Paulo Colaço, as pessoas devem visitar regularmente um médico para se submeterem a pequenas

avaliações, uma vez que a simples medição arterial pode dar alguns sinais importantes.

Por outro lado, o esforço deve ser compensado por um período de descanso que, no caso dos esforços

anaeróbios, como o futebol – com picos muito intensos, mas de curta duração –, pode ir até às 48 horas.

No caso dos esforços aeróbios, mais prolongados e de baixa intensidade, como o ciclismo, a corrida ou a

marcha, a actividade pode ser repetida diariamente, já que a agressão a nível muscular não é tão intensa.

"Tem de haver um equilíbrio entre a carga de treino e o tempo de recuperação, pois apesar de poder não haver

efeitos negativos na saúde, as pessoas também não vão sentir a evolução desejada na prática dessa actividade",

sublinhou.

Para que haja consequências negativas ao nível cardiovascular, seria necessário que o exagero fosse "enorme",

o que não é habitual que aconteça, acrescentou.

"Os benefícios associados à prática de desporto são de longe maiores que os malefícios. Mesmo que seja pouco,

o que é preciso é fazer alguma coisa", concluiu.

 

URL de origem: http://www.rcmpharma.com/actualidade/saude/02-05-13/uma-hora-diaria-de-actividadefisica-

e-suficiente-para-ter-efeitos-na-sau

 

http://www.rcmpharma.com/print/actualidade/saude/02-05-13/uma-hora-diaria-de-act... 02-05-2013

 

 
 
 

  • 01de Outubro - Lierac/Phyto Aconselhamento Personalizado... Ler mais
  • Medicamento pode ajudar a manter peso após o emagrecimento...Ler mais
  • Uma hora diária de actividade física é suficiente para ter efeitos na saúde...Ler mais

 

 
 

  

 

 

Todos os direitos reservados a Farmácia Nova de Águeda